domingo, 12 de fevereiro de 2012

Deus, Teoria M e o Multiverso


Deus, Teoria M e o Multiverso


Entendendo a Teoria das Cordas...

Toda matéria é formada por átomos, que podem se dividir em prótons, elétrons e nêutrons. Tais partículas subatômicas também podem se subdividir em quarks. A divisão atômica pode ser, pois, ad infinitum, porquanto não se sabe se a última partícula é divisível. Mediante essa questão, os cientistas elaboraram uma teoria que afirma que toda partícula é formada por energia. As partículas primordiais são, nesse caso, membranas unidimensionais que, ao vibrarem, formam as mais diversas partículas subatômicas e suas características.

Três das quatro forças fundamentais da natureza são transmitidas por partículas que interagem mutuamente. E a gravidade também pode ser transmitida por uma partícula: o gráviton.

Existem, pois, além das quatro dimensões já conhecidas – 3 espaciais (altura, largura e profundidade) e 1 temporal – outras 7 dimensões recurvadas.

Aceitando que Deus, sendo espírito, é uma energia, é possível, pois, que ele seja capaz de materializar-se; não somente Deus, mas todos os espíritos, como anjos, demônios e nossas próprias almas. Por mais estranho que isso possa soar, é possível que todo espírito seja formado por partículas e possuir massa.

Durante o sono a nossa percepção da passagem do tempo é diminuta. Podemos, pois, supor que nossa consciência, ou mais precisamente, o nosso espírito, trabalha em uma dimensão atemporal, ou em uma dimensão na qual o tempo é distorcido, semelhante ao que ocorre em um buraco negro. Deus e os nossos espíritos, pois, podem habitar em uma dimensão onde o tempo é desprezível ou inexistente.

O Multiverso

Com raízes na Cosmologia e na Mecânica Quântica, a teoria do Multiverso prega a existência de um grupo incontável de universos onde todas as probabilidades quânticas de eventos ocorrem. Tais universos são como bolhas de sabão flutuando em um espaço maior. Alguns desses universos podem inclusive estar interligados por buracos negros ou por buracos de minhoca, que seriam espécies de atalhos no espaço-tempo.



Uma das implicações dessa teoria é que o “mundo espiritual” seja um universo paralelo ao nosso e que pode estar ligado a ele por uma espécie de atalho, como os já citados buracos de minhoca. E um possível atalho para esse mundo poderia estar localizado na nossa própria mente.

Tudo isso pode parecer muito absurdo, mas uma vez que se prove que as EQMs ou mesmo as possessões demoníacas (eu acredito) são verdadeiras, abre-se uma janela para uma possível resposta da questão “Onde habita Deus?”

Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Teoria_das_cordas
http://pt.wikipedia.org/wiki/Multiverso_(ci%C3%AAncia)

4 comentários:

  1. A teoria do Multiverso e das cordas é apenas uma hipótese vaga, segundo o estudo quântico. Na minha opinião, ainda vale a teoria do Einsten sobre 4 dimensões(3 espaciais e 1temporal). A teoria M tenta imaginar o que se esconde nas singularidades dos buracos negros no Universo, acreditando que na distorção das 4 dimensões na singularidade pode haver "dimensões,atalhos ou membranas"entre supostos universor. Pra mim o Universo, não tem paredes, surgiu de um ponto singular e desaparece em outras singularidades, já que o nada absoluto não existe. Quanto a singularidade ,pode ser a 5 dimensão que nenhum homem conheceu. Abraço. M.observador

    ResponderExcluir
  2. Se nós somos culpados pela fome; miséria; guerras; mudanças climáticas; qual é mesmo a "UTILIDADE" do SEU DEUS?

    Por que DEUS deixa NÓS ATEUS VIVERMOS, e as vezes muito, muito, muito, melhor que os que acreditam?

    Se era tão importante por que SEUDEUS passou 4 MILÊNIOS para proclamar seus mandamentos?

    Se deus não quer provar sua existência, se nos deu a inteligência para questioná-lo, quem sou eu para contrariá-lo?

    O que deus fez de "importante" neste SÉCULO para MELHORAR a HUMANIDADE?

    VIVA para a CIÊNCIA que nos PREMIOU com a longevidade e por preencher as lacunas antes ocupadas pelos DEUSES.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aqui não fala de nenhum Deus cristão ou de qualquer religião, fala - se na possibilidade de existir um Deus.
      Esse é o mau de alguns ateus e também de religiosos... Intolerancia!

      Excluir
    2. As igrejas que mais alardeiam e as que mais constituem um “exército de fiéis” são as cristãs. Estas por motivos internos desde o início do Cristianismo atribuíram crenças de um Deus castigador, vigativo e irado (imagem copiada do Deus Jeová dos Judeus). O Pai/Mãe/Vida não envia tais castigos para a humanidade! Ele é perfeito em toda sua essência, amoroso, harmonioso, equilibrado e toda e qualquer característica elevada existente. O fato é que: o ser humano é dotado de livre-arbítrio, é altamente criativo e co-cria o seu Universo. Se vocês “Ateus” vivem, muitas vezes, melhor do muitos cristãos por aí isso corresponde à forma com que você utiliza o seu livre-arbítrio e da forma com que co-cria o seu dia-a-dia e suas crenças são as forças. E é obvio que um ser tão infinitamente amoroso é incapaz de sentir raiva até mesmo daquele que “diz não acreditar ou até mesmo odiar” ele, só é capar de sentir amor. Ele te concebeu o livre-arbítrio e você faz dele o que achar melhor, e te castigar por usá-lo é uma imagem de um Deus muito ignorante que não se enquadra ao Criador. Use ela, a sua razão, para questioná-lo sim! Mas use de mente aberta, como aquele que tem sede de conhecimento e não “MEDO” do conhecimento e descobrirá que é impossível haver vida, haver coisas, haver existência sem a presença de uma MENTE MAIOR. E perceberá o quão mítico é o Deus dos cristão, dos judeus e de crenças (até mesmo o “Deus do Acaso” dos cientistas) que não se encontram em um nível de consciência para entender A CONSCIÊNCIA DIVINA.

      Excluir